Sistema de cores para limpeza

Avalie este conteúdo

Parece não importar muito, mas é fundamental separar equipamentos de limpeza de um setor para outro. Acontece que, mesmo higienizando o equipamento, após a limpeza pode acontecer de algum resíduo permanecer e acabar contaminando outros equipamentos.

Na década de 1990 o Instituto Britânico de Ciências da Limpeza (BICSc) desenvolveu um código de cor universal que seria recomendado para ser utilizado na indústria de limpeza.

Hoje, a codificação de cores é utilizada por diversos tipos de empresas e indústrias onde a saúde e segurança são primordiais. Hospitais utilizam à risca este método, onde a contaminação cruzada pode trazer diversas contaminações e doenças.

Por isso, esfregões utilizados em banheiros são separados dos materiais utilizados na cozinha e, por exemplo, em ambiente hospitalar não se utiliza os mesmos equipamentos de limpeza, dos leitos nos corredores, cozinhas e banheiros, todos os equipamentos são separados por cores.

Geralmente, a separação de cores é dividida em 4 áreas:

– Áreas Públicas (Verde) – como recepção e corredores;

– Lavatórios e sanitários (Vermelho) – banheiros, casas de banho;

– Restaurante e bar (Azul) – espaços de café, refeitórios, salas de jantar;

– Áreas de preparação de alimentos/cozinha (Amarelo) – qualquer ambiente onde há manuseio de alimentos.

Itens básicos que devem ser codificados

A listagem de itens que podem ser codificados por cores é extensa, porém existem alguns itens básicos que deveriam ser prioritários:

 – Esfregões (mops)

– Baldes de mops e baldes de limpeza

– Pás e vassouras

Com estes itens básicos, a garantia de irá existir higiene nas instalações.

Você pode entender melhor como separar seus equipamentos no vídeo abaixo:

Se você ficou interessado em comprar alguns desses produtos, é só ligar (11) 3672-9488 ou envie um e-mail para cotacao@lojadoprofissional.com.br.